ANACOM propõe micro cobertura TDT para 13 freguesias de Viana e Caminha

O administrador da ANACOM, Eduardo Cardadeiro, comprometeu-se hoje a “sensibilizar” a Portugal Telecom para avaliar a instalação de uma micro cobertura da Televisão Digital Terrestre (TDT) para servir 13 freguesias, que apenas serão cobertas por satélite.

emissores tdt portugal novembro 2011

O administrador da ANACOM, Eduardo Cardadeiro, comprometeu-se hoje a “sensibilizar” a Portugal Telecom para avaliar a instalação de uma micro cobertura da Televisão Digital Terrestre (TDT) para servir 13 freguesias, que apenas serão cobertas por satélite.

Em causa está o acesso à TDT, por via terrestre, em 13 localidades dos concelhos de Viana do Castelo e Caminha, num total de 15.700 habitantes e mais de 1.800 alojamentos.

Tendo em conta estes números, Eduardo Cardadeiro comprometeu-se com os presidentes das juntas de freguesias afetadas em levar o caso à Portugal Telecom (PT), empresa responsável pela reconversão da rede.

Isto porque, “não sendo obrigatório”, dado que a cobertura por satélite está prevista no contrato de concessão, a solução de micro cobertura até pode ser mais vantajosa, do ponto de vista financeiro.

“Avaliando melhor os custos em que se incorre e a PT tem afirmado estar disponível para fazer a instalação destes pequenos emissores. É isso que vamos tentar explorar melhor”, garantiu Eduardo Cardadeiro.

O administrador da ANACOM (Autoridade Nacional para as Comunicações) deslocou-se a Viana do Castelo propositadamente para ouvir os argumentos dos autarcas destas 13 freguesias que não serão cobertas pela rede terrestre.

Tratando-se de um meio complementar de cobertura, pelo kit que engloba descodificador e antena parabólica, a PT não pode cobrar mais de 55 euros ao cliente, quando o custo real “chega ao dobro”, admite.

À semelhança destes 15.700 habitantes, o contrato de concessão da migração da rede analógica para a digital admite um total de até 13 por cento de população servida por satélite “com um serviço de igual qualidade e gratuito”.

Esta solução, além de obrigar à aquisição de equipamento de satélite e respetiva instalação, também limita a receção a um único televisor. Isto, contrariamente ao sistema convencional, em que é apenas necessário um descodificador ou o mesmo já está incorporado no televisor.

“Vamos esperar serenamente pela resposta à possibilidade de instalação de uma micro cobertura. Saímos desta reunião de trabalho confiantes”, afirmou, no final deste encontro, o autarca de Afife Arlindo Ribeiro, porta-voz dos autarcas e anfitrião da reunião.

Os autarcas reclamam um acesso “sem mais custos” ao novo sistema de televisão digital. A contestação faz-se sentir nas localidades de Areosa, Carreço, Amonde, Montaria (Viana do Castelo) e Vila Praia de Âncora, Âncora, Vile, Riba d’Âncora, Gondar, Orbacém e Dem (Caminha).

Segundo dados da PT, empresa encarregue de implementar o processo de mudança, há nesta altura cerca 153 emissores distribuídos por todo o país para assegurar a futura rede de TDT.

O “apagão” da rede analógica, em todo o país, está previsto para 26 de abril de 2012.

No processo de transição de rede analógica para a digital, a ANACOM é a entidade responsável pela implementação e a PT a empresa que assegura a construção das infraestruturas.

TDTSAT.com.pt - Loja Online
VN:F [1.9.22_1171]
Resultado: 0.0/5 (0 votes)
ARTIGOS RECOMENDADOS
COMENTARIOS
  1. Amilcar comentou:

    é tudo muito bonito lá isso é, mas não estão a cumprir como devião.Purque tem um serviço analogico que mais ou menos cobre todo o pais e o digital?Épara as pessoas terem que coprar meos com as dificuldades que as pessoas tem.Parece que no ver deles os portugueses são todos ricos com lucros fabulosos .Au menos que ponhom o digital como está o analogico,já que tem tanto dó dos portugueses

  2. Fernando Andrade comentou:

    Penso que a PT está a tratar muito mal os Portugueses, esta mudança deveria ser totalmente gratuita, pois eles vão ganhar rios de dinheiro com esta mudança, basta pensar na poupança de energia que vão ter nos emissores.
    As zonas interiores e esquecidas do País vão ser as mais penalizadas.
    O que eles querem é vender Meos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

 

COPYRIGHT © 2009-2017 Portal TV Digital. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS